O Que é um Ícone Mariano


O quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro constitui um admirável ícone oriental. Com termos de origem grega (“eikón”), que significa imagem, pintura ou quadro. Trata-se de uma pintura sagrada, feita em madeira, segundo técnicas e tradições seculares. Os ícones podem representar Jesus Cristo, a Virgem Maria, os Anjos ou os Santos. Obedecem a normas bem precisas sob o ponto de vista artístico e teológico.

Possuem como fundamento a encarnação do Verbo de Deus. A encarnação é o mistério cristão básico no qual a Igreja reconhece que a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade se fez homem no seio da Virgem Santíssima por obra do Espírito Santo (Mt 1, 18-25;Lc 1, 26-38). Encarnando-se, o Filho de Deus tornou-se visível (Jô 1, 1-17; 6, 1-6). O ícone procura representar esse Deus divino e humano.

O ícone é uma espécie de sacramental, um sinal da graça, um auxílio para a vida espiritual dos cristãos. Assim como Jesus Cristo, Aquele que assume a história humana e torna-se a revelação concreta da Palavra de Deus, é a imagem de Deus invisível (Cl 1, 15; Heb 1,3), o ícone é a imagem artística e religiosa do Transcendente e Invisível, levando à oração e à meditação aqueles que o contemplam.
Esse símbolo de veneração a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, um quadro de autoria desconhecida, cujo original mede 53 cm x 41,5 cm, traz mais informações que muitos livros. Por trás da consternação de Maria, apresentam-se os símbolos da dor e da paixão que se aproximam do pequeno Jesus.

O Significado do Ícone

Nossa Senhora aponta seu Filho como caminho para que a vida tenha um norte e a esperança tenha sentido. Adentrar o caminho iconográfico desta obra de arte e de oração é tornar-se “perpétuos socorros” para o mundo que tem fome e sede de Deus. O quadro foi pintado no estilo bizantino da Igreja Oriental. O objetivo desse estilo de arte não é mostrar uma cena ou pessoas bonitas, mas transmitir uma bela mensagem espiritual.

No quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a Virgem Maria foi representada a meio corpo, segurando o Menino Jesus nos braços. Nele, tudo tem significado: as cores, as legendas, as atitudes e até os detalhes. Tem caracteres gregos com a abreviatura dos nomes das quatro figuras presentes, a Mãe de Deus, seu divino Filho  e os arcanjos Gabriel Miguel, que mostram os instrumentos da Paixão de Cristo: a cana com esponja, a lança, os cravos e a cruz. 

O menino, assustado pela visão, lança-se nos braços da Mãe. A angústia de Jesus não é demonstrada pela expressão e sim, por suas atitudes. Ele agarra-se à mão que a Mãe lhe estende para confortá-lo e, no movimento, deixa escorregar a sandália do pé direito. 

Os olhos de Maria, cheios de compaixão e ternura , voltam-se para quem a contempla, pronta para socorrê-los e ampara-los em qualquer momento, apelando para os homens evitarem o pecado, causa da morte de Jesus. A cor de ouro do fundo da pintura evoca valores permanentes, dando à moldura um caráter de eternidade. 

 

Passe o mouse pela foto para saber mais detalhes.



Roteiro de Estudo Mariano

Para estudar e aprofundar o tema, sugerimos os seguintes livros: 

1. Pe. Eugênio Antônio Bisinoto. Quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: um dos ícones mais conhecidos. Coleção “Cadernos Marianos”, Aparecida, Ed. Santuário e Academia Marial, 2004.

2. Pe. Antônio Schneider. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: história, culto e devoção. Aparecida, Ed. Santuário, 1991.

3. DICIONÁRIO MARIANO. Porto, Ed. Perpétuo Socorro, 1988 (Distribuído no Brasil pela Editora Santuário).

4. Pe. Ronaldo Pelaquin. Historia de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro em Pinturas. Aparecida, Ed. Santuário, 2002 .

Liturgia Diária

Bíblia On-Line

Avisos da Semana

Santo do Dia

Dizimistas


Calendário de Eventos

Calendário
« SETEMBRO 2017 »
S T Q Q S S D
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 1