03/12/2017

DOMINGO I DO ADVENTO | ANO B

Somos chamados a viver na comunhão e na amizade com o Senhor Jesus, Filho de Deus.

DOMINGO I DO ADVENTO | ANO B

3 de dezembro – 1º Domingo do Advento (Ano B)


 
1ª leitura: Is 63,16b-17.19b; 64,2b-7
2ª leitura: 1Cor 1,3-9
Evangelho: Mc 13,33-37
 
O tema desse primeiro domingo é a vigilância. As leituras que ouvimos nos dizem que é preciso estar vigilantes. Isaías reconhece que, mesmo tendo recebido de Deus tantos benefícios, o povo não cessa de ofendê-lo com suas culpas. Vive uma vida desordenada, sem temor de Deus e sem pensar no fim de todo ser mortal.
 
Mas o profeta ensina também que Deus é nosso Pai e nosso Salvador, e nos exorta a invocar seu retorno para nos fazer voltar a percorrer seus caminhos. Somos também obra das mãos de Deus, barro nas mãos do oleiro, embora duros de coração e servos inúteis. Por outro lado, somos herança de Deus e somos chamados a amá-lo, servi-lo e buscar com perseverança os seus caminhos, para que nos mostre sua misericórdia.
 
São palavras que comovem pela intensidade da fé na bondade de Deus; são palavras nas quais podemos encontrar nossa experiência pessoal, para dar voz ao gemido de nossa pobreza e ao grito de nossa esperança. Hoje estamos vivendo a mesma situação: tantas ilusões se desfazem, surgem tantos problemas e o homem sincero está voltando lentamente a bater na porta de Deus, única esperança.
 
No entanto, temos uma novidade em relação aos tempos de Isaías: sabemos que Deus já respondeu ao desejo do profeta, o Filho de Deus rasgou os céus e desceu e, mesmo se os tempos continuam maus, Deus caminha conosco, porque se envolveu ao máximo na história humana.
 
Somos chamados a viver na comunhão e na amizade com o Senhor Jesus, Filho de Deus. Nele tudo já nos foi dado. Agora devemos conservar fielmente a graça que nos deu, pondo em prática o Evangelho, de modo a sermos irrepreensíveis quando no fim o próprio Jesus vier nos julgar.
 
Paulo escreve aos cristãos de Corinto que, por meio da graça recebida, Deus os tornará firmes até o fim. Com isto, quer sugerir que não devem ter medo, mas prosseguir com coragem nos caminhos do Senhor. E Paulo mostra qual é nossa esperança: a comunhão com Cristo, que se baseia na experiência da sua presença que ilumina nossa vida e nos serve de guia para chegarmos ao Pai, se de fato o seguirmos no caminho que passa pela cruz e leva à glória.
 
Começa o tempo do Advento, esta bela época do ano litúrgico que é preparação, não somente para o Natal, mas também para o sentido profundo da nossa vida. Advento significa um tempo de espera. Mas o que esperamos? A quem esperamos? Sim, a celebração daquela festa familiar que é o Natal; mas aguardamos também a segunda vinda de Cristo, sua vinda gloriosa, o natal do “dia eterno e da plena visão”, quando seremos mergulhados para sempre na alegria de Deus.
 
Desse momento importantíssimo e decisivo para a nossa vida, não sabemos nem o dia nem a hora. E aqui se fundamenta toda a força e a importância daquele verbo: “Vigiai!” Nada de tristeza, mas aguardar como quem espera uma pessoa querida, com o coração cheio de desejo e de paz. É o desejo do encontro e a paz de quem espera com amor. Vigiar significa manter acesa a chama de uma fé viva, na luz da esperança e no calor de um amor límpido e confiante. Quem está vigilante cumpre os deveres de seu estado com ânimo bem disposto e tudo quanto escolhe está em consonância com o que agrada a Deus. Então, quando o Senhor chegar, vai encontrar um coração aceso de viva luz e o levará consigo na alegria do Reino.
 
A espera e a esperança se exprimem por meio de uma escuta mais frequente da Palavra de Deus. O Advento é um verdadeiro dom de Deus, tempo forte do espírito, tempo de graça e de uma autêntica conversão. Somos convidados a fazer uma revisão de nossa vida e a buscar a misericórdia de Deus no sacramento do perdão.



                                                                                                 

                                                                                                            Autor: Padre José Raimundo Vidigal, C.Ss.R.


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Nome: E-mail:
Cód. de Segurança:

* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.

Liturgia Diária

Bíblia On-Line

Avisos da Semana

Santo do Dia

Dizimistas


Calendário de Eventos

Calendário
« DEZEMBRO 2017 »
S T Q Q S S D
27 28 29 30 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31