15/04/2018

III Domingo da Páscoa

Para viver esse caminho da fé ao testemunho, é preciso uma conversão profunda que promova uma adesão a Jesus e sua Palavra.

III Domingo da Páscoa

Vós sereis minhas testemunhas

A liturgia deste final de semana nos traz a manifestação do Ressuscitado “como um forasteiro” (Lc 24, 18) aos dois discípulos no caminho rumo a Emaús (cf. Lc 24, 13-35). Este encontro faz com que eles mudem, imediatamente, o caminho.  Eles retornam, portanto, a Jerusalém , para anunciar aos Onze e aos outros que o Senhor está vivo e “como reconheceram Jesus ao partir o pão” (Lc 24, 25).

Neste contexto, Jesus se manifesta mais uma vez se colocando no meio deles e diz: “Paz a vocês”. Jesus não lhes dirige uma palavra de reprovação pela fuga deles no caminho da cruz, nem repreende Pedro pela negação, enfim, age com amor e lhes oferece uma palavra que gera força e fé. Mas o medo impede uma acolhida plena, uma entrega de fé á verdade salvadora: Jesus, o Senhor, está vivo. Então, Jesus oferece outra prova: olhar as chagas e tocar nelas, para mostrar que o Ressuscitado é aquele que fora crucificado. “Mas eles ainda não podiam acreditar”.

Diante da incredulidade dos onze discípulos, Jesus oferece uma segunda palavra e um segundo gesto: “Tendes aqui alguma coisa para comer? ” (Lc 24, 41). “Ele tomou e comeu diante deles”. (Lc 24,43). Jesus dá estes sinais aos discípulos para que eles creiam que o Crucificado realmente venceu a morte e como nos disse a primeira carta de João, ele age como conforme o coração do Pai Defensor, agindo com justiça acolhendo aqueles que guardam sua palavra, vive o amor de Deus plenamente realizado na caridade. O partir o pão da eucaristia e o pão de cada dia com os pobres passa a ser um caminho de reconhecimento e testemunho da presença de Jesus no meio da comunidade. Lucas, tanto no Evangelho quanto nos Atos dos Apóstolos insiste no arrependimento, conversão para acolher o perdão de Deus. Os apóstolos também serão testemunhas disso.

Para viver esse caminho da fé ao testemunho, é preciso uma conversão profunda que promova uma adesão a Jesus e sua Palavra.  Muitas das vezes, nós, seres humanos, chegamos facilmente à religião, mas dificilmente chegamos à fé; vivemos facilmente emoções “sagradas” ou religiosas, sem a radicalidade do compromisso com o bem comum. A comunidade cristã é convocada a testemunhar que: “entre eles ninguém passava necessidade”. (At 4,34). Havia distribuição, partilha.

O que queremos testemunhar nesta semana?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

          Pe. Anderson Trevenzoli Assireu, CSsR


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Nome: E-mail:
Cód. de Segurança:

* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.

Liturgia Diária

Bíblia On-Line

Avisos da Semana

Santo do Dia

Dizimistas


Calendário de Eventos

Calendário
« DEZEMBRO 2018 »
S T Q Q S S D
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6