02/12/2018

1º Domingo do Advento

O Advento nos prepara para acolher a graça de Jesus na recordação e na celebração do seu nascimento.

 1º Domingo do Advento
1ª Leitura: Jr 33,14-16
2ª Leitura: 1Ts 3,12-4,2
Evangelho: Lc 21,25-28.34-36
 
Jeremias diz que a justiça de Deus consiste em manter as promessas feitas em favor de seu povo, consiste em agir com misericórdia. Por isso, o povo de Deus deve colocar suas esperanças no seu Deus e não no império dominante na época. Só Deus é fiel; ao contrário, os poderosos do mundo alteram as alianças a seu bel-prazer. Só uma esperança purificada de todos os ídolos, de todo compromisso, de toda aparência enganadora pode ser uma esperança fundada em Cristo. No nascimento de Jesus as promessas feitas por Deus ao povo de Israel se cumprem. Nasce no meio de nós o Justo, Alguém que traz em si a santidade de Deus, um homem sem pecado, do qual brotará a graça e a inocência para cada ser humano.
 
O Apóstolo convida os Tessalonicenses a retribuir com fidelidade a fidelidade do Deus-Amor. A viver sua vida segundo um programa de verdadeiro amor ao próximo, para que, preparados para comparecer diante do Filho do homem que é Amor, possam tornar presente e visível no mundo o Senhor, segundo o adágio: “Onde o amor e a caridade, Deus aí está.” A aliança, que tinha sido entendida apenas como cumprimento da lei, Cristo a recolocou no seu justo valor, fazendo-a consistir no amor para com Deus e para com o próximo. É sempre a caridade que está na base da justiça e da paz, que só se alcançam morrendo a nós mesmos e ao nosso egoísmo. Se crescemos no amor recíproco, aberto a todos, então não temos em nós motivo de preocupação quando o Senhor voltar com todos os seus santos.
 
Lucas nos refere palavras de consolação e de esperança, dizendo que os mesmos acontecimentos que podem desorientar as pessoas serão para os cristãos sinais de que a hora da salvação se aproxima. É o Senhor que anuncia sua vinda, sua redenção e o início de uma nova era. O Evangelho nos acautela para não cairmos no relaxamento, mas permanecermos vigilantes na oração, porque toda preocupação terrena distrai o pensamento e impede de viver, sem angústia nem surpresa, a espera alegre do Senhor que é misericórdia e vida nova.
 
O Advento nos prepara para acolher a graça de Jesus na recordação e na celebração do seu nascimento. Deus tanto amou o mundo, que mandou a nós seu Filho. Deus é amor sempre; ama com amor infinito, ama sua Igreja, ama cada um de nós. Este é o anúncio e a verdade que dá serenidade, luz e força à nossa vida.
 
Aquilo que chamamos de final dos tempos é na verdade o início glorioso do Reino eterno e definitivo de Cristo, no qual por sua graça e misericórdia seremos chamados também nós a viver com Ele na plenitude da vida e da alegria, eternamente. Para isso Jesus veio ao mundo e vem continuamente. Nossa vida vigilante e operosa é a colaboração que damos para o Reino de Deus na terra e a nossa preparação e nosso compromisso para merecer a vida eterna com o Senhor. Em todas as situações que possam acontecer, temos este anúncio de serenidade e esperança: o Senhor está conosco e nos salva.
 
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        Autor: Pe. José Raimundo Vidigal, C.Ss.R

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Nome: E-mail:
Cód. de Segurança:

* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.

Liturgia Diária

Bíblia On-Line

Avisos da Semana

Santo do Dia

Dizimistas


Calendário de Eventos

Calendário
« DEZEMBRO 2018 »
S T Q Q S S D
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6