08/03/2019

Via-Sacra no Santuário

TEMPO DE CONVERSÃO AO EVANGELHO DE JESUS CRISTO

Via-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no SantuárioVia-Sacra no Santuário

 

Estamos vivendo um período especial para uma reconstrução interior, no propósito de sermos cristãos verdadeiros.

Há um convite a atravessar um deserto pessoal em quarenta dias sob oração, penitência (incluindo o jejum) e caridade. A oração volta nossos olhos ao Senhor; a penitência, a nós mesmos; e a caridade, ao próximo. Guiados pelo Espírito Santo, devemos nos abandonar confiantes neste mergulho em nossa essência para lapidarmos a pedra embrutecida por atitudes, palavras e sentimentos que nos afastam do projeto original de Deus em Sua criação.

O Papa Francisco nos orienta que a oração seja voltada à conversão. “Não somos suficientemente orientados a Deus e devemos continuamente dirigir a mente e o coração a Ele. “Pela oração, seremos capazes de enfrentar o mal que “atua em nossa existência e ao nosso redor, onde existem violências, negação ao próximo, fechamentos, guerras e injustiças”, ressalta o pontífice. Pela penitência, o papa nos indica que “esse tempo nos chama ao compromisso alegre e sério de nos despojarmos de nosso egoísmo e de velhos ranços, para nos renovarmos na graça do Batismo”. Já pela caridade, o cristão vive a prática da justiça e do amor, onde deixamos de fixar os olhos em nós mesmos e olhamos em direção dos irmãos, em suas necessidades espirituais e materiais.

Para este ano, a Campanha da Fraternidade nos apresenta o tema “Fraternidade e Políticas Públicas”, com o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is1,27). De que modo podemos seguir o exemplo de Jesus, que não veio para ser servido, mas para servir? O Papa nos aponta que todos os cristãos precisam ter “os olhos e o coração abertos para que possam ver nos irmãos mais necessitados a ‘carne de Cristo’ que espera ‘ser reconhecido, tocado e assistido cuidadosamente por nós’ (Bula Misericórdia vultus, 15). Assim a força renovadora e transformadora da Ressurreição poderá alcançar a todos fazendo do Brasil uma nação mais fraterna e justa”.

Seguindo as orientações do Santo Padre, diante desse momento de preparação da vivência do mistério pascal, é tempo de restaurarmos o nosso coração pelo arrependimento e pelo perdão, em atitude concreta de conversão.

Que o Espírito Santo nos ilumine e que Nossa Senhora nos inspire nessa Quaresma para uma renovação de vida, na qual se busque uma plena intimidade com Jesus e o seguimento de Seus passos.

 

Pastoral da Comunicação Santuário

 

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Nome: E-mail:
Cód. de Segurança:

* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.

Liturgia Diária

Bíblia On-Line

Avisos da Semana

Santo do Dia

Dizimistas


Calendário de Eventos

Calendário
« MARCO 2019 »
S T Q Q S S D
25 26 27 28 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31