Pastoral da Comunicação



“É a pastoral do ser/estar em comunhão/comunidade, é a Pastoral da acolhida e da participação, das inter-relações humanas, da organização solidária, do planejamento democrático, do uso dos recursos e instrumentos que facilitem o intercâmbio de informações e manifestações das pessoas no interior da comunidade e sociedade” (Estudos da CNBB - 75, n. 244).

A missão da Pastoral da Comunicação é promover a comunicação no Santuário estabelecendo o diálogo interno divulgando o que cada Pastoral, grupo ou movimento estão promovendo e externo, o Santuário com a sociedade, através dos diversos meios de comunicação que já são uma realidade (site, facebook, murais, avisos das missas, folders, livreto, jornal, rádio, televisão e veículos católicos). Hoje, as mídias sociais digitais oferecem vantagens para a propagação do Evangelho de forma rápida e imediata. Isso, abre um horizonte sem limites, chegando a mensagem a mais pessoas em tempo real.

O Que é?

A Pastoral da Comunicação é a ação organizada em vista da comunicação interna do Santuário, como um todo, e a sua comunicação externa com a sociedade, utilizando os diversos meios de comunicação social.

Objetivos

A Pastoral da Comunicação deve promover a comunicação interna no Santuário e entre as várias Pastorais, Movimentos, Serviços. E também externamente, mantendo relação com os vários meios de comunicação e a comunidade em geral, fazendo com que as realidades da Igreja se tornem notícia, utilizando os meios de comunicação para a evangelização.

• Deve despertar e conscientizar o Santuário para a importância da comunicação eficiente dentro e fora da Igreja, utilizando os Meios de Comunicação Social;

• Proporcionar meios para que a comunicação interna seja eficiente no Santuário, ou seja, o diálogo inter-pastoral;

• Oferecer formação na área de comunicação;

• Capacitar agentes de pastorais e movimentos para atuarem junto aos Meios de Comunicação Social;

• Utilizar bem os meios de comunicação para levar a boa nova de Jesus Cristo;

o Intensificar a formação do senso crítico a respeito dos Meios de Comunicação Social - MCS;
• Colaborar na construção de uma comunicação em favor da cidadania e da solidariedade.

• Proporcionar meios para que a comunicação interna seja eficiente no Santuário;

• Elaborar material de formação;

• Fazer com que as atividades da Igreja se tornem notícias.

Atuação

• A PASCOM se insere na vida da Igreja como uma Pastoral de Conjunto, é ela que possibilita a visibilidade e uma melhor qualidade na comunicação entre as pastorais e seu conjunto: é suporte para as outras pastorais, a Igreja.

• È atividade de salvação de Jesus Cristo de onde vem toda a atividade da Igreja, que tem como missão alcançar todos os seres humanos para que possam obter a Vida para sempre.

• Chama a relação mútua de: comunicação-promoção humana e espiritual. Somos tanto mais humanos, quanto mais cresce a nossa capacidade pessoal de comunicação. Querendo indicar em síntese a expressão PASCOM na perspectiva de uma consciência teológica.

• Cultiva a espiritualidade e um novo olhar aberto às mudanças de linguagem e atento às mudanças culturais. Preocupa-se com a dimensão missionária que a Pastoral tem.do Santuário.

• Fortalece a imagem do Santuário como um espaço acolhedor e de referência espiritual para a comunidade.

• Reforça o projeto de evangelização do Santuário.

Assessoria de Imprensa uma Nova Realidade na Igreja

As organizações produzem e recebem um universo de informação, por isso, torna-se imperativo que se utilize de todos os recursos disponíveis na mídia para manter, estruturar e divulgar a imagem, a reputação, a ideologia, os valores e a cultura da do Santuário. Quando os gestores possuem acesso a informações válidas, em tempo hábil, o processo de tomada de decisão pode ser mais eficaz. E entre as informações que o Santuário trabalha estão as que são estrategicamente pensadas pela Assessoria de Imprensa. A veiculação depende exclusivamente da capacidade de gerar notícia.

O jornalismo é uma rotina vertiginosamente intensa e passageira. A produção de notícias é veloz, incessante e excessiva. Da mesma forma que se constrói conceitos, modismos, hábitos e comportamentos, desmantela-se opiniões e imagens. O relacionamento com a imprensa é muito delicado e requer uma capacidade real de manter um diálogo permanente com fatos que possam ser confiáveis e de interesse geral para a sociedade. Os produtos/eventos/serviços precisam vender exatamente o que prometem, sem perder de vista que em cada um o que está sendo passado subliminarmente é a imagem do Santuário. Nesse sentido, manter um relacionamento transparente e contínuo com os meios de comunicação significa manter viva a imagem do Santuário junto aos seus diferentes públicos.

Há cinco anos, uma nova política de ação de comunicação foi adotada no Santuário A partir daÍ, houve a necessidade de um reposicionamento junto à imprensa. O principal trabalho foi pensar como as ações podem se transformar em oportunidades para a construção da credibilidade e o fortalecimento da imagem institucional.

O envio de releases, a preparação de press-kits, o clipping, o mailing, o agendamento e acompanhamento de entrevistas e eventos são, hoje, simples tarefas operacionais que estão por trás do planejamento estratégico do relacionamento com a mídia. Essas ações vem conseguindo manter viva na memória intelectual e afetiva do público, a marca, a imagem e a reputação do Santuário que hoje é fonte da Imprensa.

Encontro

Domingo, às 17h30.


Liturgia Diária

Bíblia On-Line

Avisos da Semana

Santo do Dia

Dizimistas


Calendário de Eventos

Calendário
« SETEMBRO 2017 »
S T Q Q S S D
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 1